Entrevista – Eu penso… Lingerie em Jacuí – Zulene Miranda

DSC_98382LINGERIE DE JACUÍ: UM SONHO ANTIGO…

Em 1992 fiz um “Curso de Lingerie” – da BRU MAN – Soft Fashion, em São Paulo. confeccionei durante algum tempo usando uma overloque e uma velha máquina ziguezague. Apresentei meus modelos em exposição da Semana Cultural, no Salão da Câmara Municipal de Jacuí…

Por falta de tempo, devido aos compromissos e outras atividades que exercia na época, parei de confeccionar. Porém, o desejo de abrir uma confecção de lingerie sempre me acompanhou.

Em março de 2009, precisamente no dia 16, fui convidada para participar de mais um Curso de Lingerie, aqui mesmo em Jacuí, promovido e mantido pela Prefeitura Municipal e ministrado por Luciana, professora que veio de Juruaia para ser nossa orientadora e nosso “braço direito”. Não hesitei, me inscrevi logo, pois precisava me atualizar, aprender coisas novas, modelos novos, confeccionar lingerie com bojo.  Começava a oportunidade de realizar meu velho sonho…

Graças ao empenho e apoio incondicional do Sr. Prefeito, João Arantes Vieira  e a colaboração de Gilda, primeira dama e Helena, estamos com algumas confecções em funcionamento e a cada mês é ministrado curso para formação e aperfeiçoamento de costureiras e costureiros.

Assim nasceu a Lingerie de Jacuí…

Confecções em funcionamento:

  • D’Anny – Moda Íntima
  • Lumari – Moda Íntima
  • FA’HE – Confecção de Moda Íntima e Roupas
  • TAYLA – Moda Íntima
  • Maria Mel
  • Dyrleen Lingerie
  • LAZMI – Moda e Decoração

Zulene Miranda

Entrevista – Osvaldo Rodrigues Cintra – Eu penso…

OSVALDO

Osvaldo Rodrigues Cintra é um dos mais idosos jacuíenses vivos. Nascido em 08 de setembro de 1909, continua forte, lúcido e plenamente saudável. Já não vive em Jacuí há muito tempo – vive em São Paulo desde 1951, mas nunca se desligou da cidade e mantém um grande apego por sua terra natal e regularmente está por aqui. Com uma memória invejável, adora contar histórias e relembrar como era a Jacuí de antigamente. Lembra da chegada da água potável em 1916, da energia elétrica em 1918 e do aterramento da praça central em 1916/1918 (a praça não era plana como conhecemos hoje, mas tinha um formato “arredondado” característico de “topo de morro”). Lembra bem da antiga banda de música municipal do mestre Avelino Inácio tocando no coreto e na inauguração da estrada para São Sebastião do Paraíso. Fala do tempo em que não haviam pontes nos bairros rurais e o transporte de mercadorias era feito “pela água” (atravessando os córregos e ribeirões) com grande dificuldade. Também conta momentos mais tristes, como a epidemia de gripe espanhola de 1918 que tirou a vida de muitos jacuíenses, principalmente na zona rural. “Seu” Osvaldo, embora às vésperas de completar um século de vida, mantem-se em plena atividade, tendo como principal hobby, a confecção de violas (como a que mostra na foto), violões e cavaquinhos, que faz com o maior esmero e capricho. “Seu” Osvaldo é pai de Joaquim Cintra (o Joaquim açougueiro).

Caio Felipe Scarpinelli – Goleiro do MMFC

CAIO FELIPE SCARPINELLI

           Sou filho do Antonio Gilson Scarpinelli e Vanda Lúcia Bueno Scarpinelli, tenho 15 anos e 1,84m de altura.  Comecei a jogar Futebol no Grêmio Recreativo de Jacuí, na Escolinha do Kiko, com aproximadamente 11 anos, onde treinei 4 anos. Em abril de 2009, treinei na Academia de Goleiros Fechando o Gol (Escolinha do Zete), e depois de um mês, no dia 11 de maio eu fui levado pelo professor Kiko e Cássio para o Peneirão em Mogi Mirim Esporte Clube, um grande Clube do interior Paulista, presidenciado pelo jogador Rivaldo (Campeão da Copa do Mundo em 2002 pela Seleção Brasileira).

          Jogando no sub 15 do Mogi Mirim, eu disputei o Campeonato da Associação Paulista de Futebol, e “Levantamos o Caneco no dia 28/11/09, vencendo a Equipe César Sampaio por 3 x 1, partida disputada em Mogi Mirim. O elenco é formado por atletas do Brasil inteiro.

          O Time Profissional do Mogi Mirim Paulista Serie A, fará o primeiro jogo contra o Palmeiras no começo do ano.

          Estou morando em Mogi Mirim, mas hoje estou curtindo minhas férias em Jacuí, sempre com o apoio da minha família, do professor Kiko e amigos.